TCC

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 9
  • Item
    Novos achados sobre o papel fisiopatológico da Endotelina 1 na hipertensão arterial sistêmica em humanos: uma revisão
    (Centro Universitário Barão de Mauá, 2020-12) José Henrique De Carvalho Silva ; Dra. Maria Olívia Barboza Zanetti
    O presente trabalho de conclusão de curso tem como objetivo relacionar a hipertensão arterial com os efeitos fisiopatológicos da endotelina. Este peptídeo é um potente vasoconstritor e está amplamente distribuído pelo corpo. Ele exerce sua ação atravésda ligação com seus receptores A e B. Em decorrência de sua ampla distribuição, vários órgãos e tecidos do corpo são afetados pela vasoconstrição e muitas vezes são desenvolvidas patologias mediadas pela endotelina. Estudos demonstram que antagonistas dos receptores de endotelina tem se mostrado eficientes no controle da hipertensão arterial quando o uso de medicamentos clássicos para essa doença nãoé suficiente para a manutenção de níveis pressóricos adequados.
  • Item
    Segurança do uso terapêutico do metilfenidato para o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: uma revisão bibliográfica
    (Centro Universitário Barão de Mauá, 2020-12) Jean Cupaiuolo Matos ; Mariana Rosa Dias ; Andrea Queiróz Ungari
    O objetivo deste estudo foi buscar informações relacionadas a reações adversas e problemas com o uso do cloridrato de metilfenidato, utilizado para o tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) em grande escala por crianças e adultos, e ainda não apresenta estudos que comprovem efeitos colaterais que podem surgir a longo prazo. Além disso, há estudos que apresentam efeitos colaterais não citados na bula. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura em que as buscas foram realizadas nas bases de dados Medline/Pubmed, Embase, Scielo e Biblioteca Virtual em Saúde de acordo com asespecificidades de cada uma, em 28 de dezembro de 2019. Foram selecionados 11 estudos para extração dos dados, excluindo-se seis por não se relacionarem diretamente com o objeto de pesquisa. Os estudos selecionados foram relatos de caso, estudos observacionais e ensaios clínicos relatando reações adversas a medicamentos (RAM) leves/comuns e em menor número, mais raras e graves. Esse estudo reforça a necessidade de monitoramento do metilfenidato quanto aos aspectos de segurança relacionados à farmacoterapia, bem como sua relação com a resposta a curto e longo prazo.
  • Item
    Infecções por bactérias multirresistentes no ambiente hospitalar e a participação do farmacêutico no uso racional de antimicrobianos
    (Centro Universitário Barão de Mauá, 2020-12) Jéssica Godoi de Oliveira ; Maria de Lourdes Oliveira de Souza ; Quéren Hapuque Guimarães de Oliveira ; Andrea Queiróz Ungari
    A resistência multibacteriana é um problema grave da atualidade. Há diversos microrganismos isolados que apresentam resistência a um ou mais antimicrobianos conhecidos. Esses microrganismos se multiplicam e se espalham a uma velocidade considerável, causando especulações a respeito da terapia antimicrobiana. O presente trabalho configura uma revisão da literatura, tendo como objetivo principal descrever a prevalência de infecções por bactérias multirresistentes no âmbito hospitalar e a participação do farmacêutico no uso racional de antimicrobianos.Foram estabelecidos critérios para a seleção dos estudos de interesse. Os estudos foram selecionados, com base em artigos que retratassem o panorama da resistência bacteriana no contexto hospitalar, delimitando o impacto do emprego de programas de manejo dos antimicrobianos na terapia, com ajustes de doses e auditorias realizadas com equipes multidisciplinares, apontando a importância da atuação do profissional farmacêutico. A implementação de programas de intervenção antimicrobiana com a participação de profissionais farmacêuticos tem semostrado uma eficiente estratégia para a otimização do uso de antimicrobianos no ambiente hospitalar, essa estratégia quando adotada, garante um uso mais racional dos medicamentos, o que contribui significativamente para a redução da taxa de mortalidade por infecções bacterianas, a redução no tempo de terapia, diminuindo também a susceptibilidade à resistência multibacteriana.
  • Item
    Infecção hospitalar: principais agentes causadores e a importância do farmacêutico na prevenção – revisão de literatura
    (Centro Universitário Barão de Mauá, 2020-12) Bianca de Fátima Bredariol Oliveira ; Eduarda Marques Moreira Adorn ; Karina Furlani Zoccal
    As infecções são de extrema importância no âmbito hospitalar, as quais podem interferir diretamente no trabalho da equipe multidisciplinar e no trabalho do profissional farmacêutico. As infecções hospitalares (IH) constituem um importante problema de saúde pública e podem estar relacionadas ao ambiente hospitalar, aos profissionais da área da saúde, as intervenções médicas e cirúrgicas, e as comorbidades correlacionadas. O presente trabalho visa elucidar o papel do farmacêutico no controle das infecções que ocorrem diariamente em hospitais, além de ressaltar principais agentes etiológicos relacionados. A metodologia escolhida foi uma revisão de literatura de carácter de estudo descritivo a partir de diversas bases de dados (Google acadêmico, Medline, PubMed, EBSCO e SciELO) relacionadas ao tema, durante o período de 2000 a 2020. A partir desta revisão de literatura, é possível afirmar que os principais agentes patológicos presentes nas IH nas cinco diferentes regiões do Brasil são: Staphylococcus aureus, Staphylococcus coagulase negativa, Klebsiella pneumoniae, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli. Demonstramos também que o farmacêutico é essencial no contexto multidisciplinar, sendo capaz de auxiliar no controle de surtos e orientar na prevenção de infecções hospitalares por meio da participação de Programa de Controle de Infecção Hospitalar. Assim, concluímos que o profissional farmacêutico desempenha um papel crucial ao praticar a atenção farmacêutica no ambiente hospitalar, proporcionando o uso racional de medicamentos, visando a diminuição da resistência bacteriana.
  • Item
    Estudo da utilização da fluoxetina e sertralina empregados em situaçõesde emagrecimento: revisão de literatura
    (Centro Universitário Barão de Mauá, 2020-12) Jessica Santos Alves ; João Víctor Fernandes de Souza ; Yorran Lorena da Silva ; Wilson Roberto Malfará
    Com a modernidade e tecnologia avançando, o índice de pessoas obesas no mundo tem aumentado gradativamente. Este fato associado a mudanças no que se tem por corpo ideal, motiva cada vez mais pessoas optarem pela utilização de medicamentos para perderem peso. Este trabalho teve como objetivo descrever as características dos inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS) envolvidos no processo de emagrecimento, destacando o papel do farmacêutico e a automedicação. A metodologia utilizada foi de revisão bibliográfica do tipo narrativa, utilizando-se por pesquisas em artigos científicos de plataformas de pesquisa e livros. Os resultados demonstraram intensidade nas prescrições de ISRS, com sua utilização acontecendo também em pessoas com massa corporal normal, foi identificado, além disto, a automedicação por uma parte desta população além de consumo abusivo. Concluiu se mediante a vários estudos que os ISRS’s são utilizados para o controle de peso, auxiliando em transtornos alimentares, além disto, foi evidenciado o uso não racional desses medicamentos, demonstrando necessária cada vez mais a atuação do farmacêutico frente à essas situações junto de outros profissionais da saúde.